Início‹‹‹‹‹‹
Melhores de hoje - Educação

Edna Roriz
Dom para ensinar

“Nosso objetivo é preparar a criança para que ela seja
bem-sucedida na vida pessoal e profissional”

Educadora, formada em geologia com várias especializações, 47 anos, casada. Começou a lecionar aos 12 anos, dando aulas de violão. Há oito, comanda o Colégio Edna Roriz, com cerca de 500 alunos, no bairro Belvedere, em BH.

Tudo começou por acaso, como numa brincadeira de criança. O talento para ensinar surgiu logo cedo, quando tinha apenas 12 anos. Engana-se, porém, quem pensa que Edna Gomes Roriz tenha iniciado a carreira usando lápis e papel: foi como professora de violão que ela começou a lecionar. Trinta e cinco anos depois, o violão se transformou num hobby, mas a paixão pelo ensino aumenta a cada dia. Melhores de Hoje na categoria Educação, Edna Roriz sonha alto: quer ajudar a recuperar o respeito que o educador perdeu ao longo dos anos e resgatar a figura do mestre nas escolas.

Nascida e criada em Belo Horizonte, mais precisamente no bairro Pompéia, Edna Roriz afirma que estudou música desde os seis anos, quando começou a tocar piano. Aos dez, ela conheceu o violão e passou a se dedicar ao instrumento. A primeira oportunidade como professora surgiu quando o vizinho, de apenas oito anos, pediu a ela que o ensinasse a tocar violão.

Edna ressalta que não foram poucas as vezes que a família passou por dificuldades financeiras - mais um motivo que a impulsionou a dar aulas. "Percebi que era uma oportunidade para ajudar em casa", frisa. A propaganda boca-a-boca começou a surtir efeito e logo o número de alunos dela se multiplicou. "Eu nunca fiz propaganda e até hoje não tenho esse hábito", pontua. Como o violão deu lugar a disciplinas como português e matemática? "Alguns alunos me perguntaram se eu sabia o conteúdo dessas matérias e comecei a ensiná-las também", explica. Nos finais de semana, Edna recebia os alunos em sua casa e, com o passar do tempo, o local se transformou numa verdadeira escola.

Em 1987, a avó de Edna adoeceu e ela preferiu arranjar um espaço maior para continuar a dar aulas. A solução inicial foi alugar um barracão ao lado da casa onde morava. "Foi meu primeiro empreendimento", recorda. À época, Edna já havia se formado em Geologia na UFMG. "Como dava aulas particulares, não me preocupei em fazer concursos ou em arranjar um emprego fixo. Aproveitei para estudar e fazer cursos. Foi quando percebi que não seria música, nem geóloga", recorda.

A partir daí, Edna começou a investir cada vez mais em sua carreira como educadora. Do barracão no Pompéia, ela foi para uma casa maior no São Lucas e, seis meses mais tarde, passou a ocupar uma casa ampla no bairro Floresta, na Avenida Francisco Sales. Nascia o Centro de Estudos Edna Roriz, que funcionava como cursinho prévestibular. "No começo, as coisas eram difíceis e eu mesma fazia a faxina no local", lembra.

Em 1993, o cursinho mudou de endereço novamente, indo para o bairro Gutierrez, onde permaneceu até 1998, quando Edna decidiu abrir o Colégio Edna Roriz, no Belvedere, dessa vez com turmas da 1ª série do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio . "Para estudar aqui, o aluno precisa ter meta. Nosso objetivo é preparar a criança para que ela seja bem-sucedida na vida pessoal e profissional, independentemente do curso que vá fazer", esclarece.

E pensar que tudo começou com um violão...

 

 

 

 

Eventos em Destaque
  • Não existem eventos este mês.
Datas Comemorativas
  • Dia da Democracia - 25/10

  • Dia da Saúde Dentária - 25/10

  • Dia Internacional contra a Exploração da Mulher - 25/10
Notícias Educacionais

Copyright © 1999-2014. Portal Educacional. Todos os Direitos Reservados.
Termos de uso | Quem somos